sábado, 2 de abril de 2011

Título da Comunicação: A Teologia da Economia no pensamento do filósofo católico Michael Novak

3º Congresso ANPTECRE
http://www.anptecre.org.br/3anptecre/gts/gt03.html

Grupos Temáticos

GT 3: Religião, Teologia e Economia

Ementa:

A recente crise despertou um interesse maior pela economia. Assistimos um verdadeiro bombardeio de notícias econômicas. Este GT busca estimular uma pesquisa interdisciplinar sobre a relação entre religião, teologia e economia. Reflexões teológicas e das ciências sociais já mostraram as dimensões religiosas e teológicas das lógicas e teorias econômicas contemporâneas, em especial do sistema de mercado capitalista; assim como as dimensões e pressupostos econômicas dos sistemas religiosos. A partir desse pressuposto, este GT pretende discutir questões como: a economia como um lugar teológico ou objeto de reflexão crítica da teologia; aspectos religiosos e teológicos do capitalismo; teologia da libertação e economia; Doutrinas Sociais das Igrejas cristãs e a economia contemporânea; Sagrada Escritura e Economia; globalização econômica, utopias e éticas teológicas.

Explicitador e referência para contatos:

ÉLIO ESTANISLAUGASDA (FAJE – BH), gasdasj@hotmail.com

Título da Comunicação: A Teologia da Economia no pensamento do filósofo católico Michael Novak

Luis Cavalcante(*) , prof.luiscavalcante@bol.com.br, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Resumo: A Teologia da Economia no pensamento do filósofo católico Michael Novak. Têm pesquisas apontando para cosmovisões religiosas e teológicas do pensamento e da prática econômica, e o inverso também é perceptível, ideologias econômicas com suas variáveis pragmáticas influenciando os aspectos religiosos e teológicos. A análise da elaboração de uma teologia da economia com os pressupostos do filósofo católico Michael Novak, principalmente, a partir de sua obra principal O Espírito do Capitalismo Democrático, fornece elementos analíticos dentro de uma consciência epistêmica e de uma multiparadigmaticidade que pode nos ajudar em entender melhor ou aumentar a complexidade da relação da teologia e economia e da economia com a teologia. A economia tem se tornado uma “ciência superior”, no sentido de impor para as análises sociais, religiosas e políticas a supremacia do raciocínio econômico; transformando a economia em economicismo, ou seja, a coisificação e reducionismo da vida; o todo e a realidade são reduzidos ao aspecto econômico. A própria epistemologia econômica pode se beneficiar das críticas teológicas e das ciências da religião no aprofundamento da sua teoria econômica. Novak desenvolve uma Teologia Econômica que apontam para estruturas morais subjacentes para pôr em funcionamento as práticas da democracia e do capitalismo. Para Novak, o capitalismo democrático não seria apenas um sistema econômico, mas um sistema de vida e que têm o seu próprio ethos: evolução do pluralismo; respeito pela contingência e consequências involuntárias; o sentimento do pecado; uma nova e diversa concepção de comunidade, do indivíduo e da família. Compreender as estruturas morais subjacentes da teologia econômica católica de Novak é o desafio desta comunicação.

(*) Mini-currículo: Formado em Teologia pelo IBAD/Pindamonhangaba/SP, Contabilista/Arujá/SP, Bacharel em Ciências Econômicas pelo Centro Universitário UniSantanna/SP, Cursos de Extensão Universitária em Administração e Liderança pela UNISA - Universidade de Santo Amaro/SP e Educação na UNINOVE/SP. Mestrando em Ciências da Religião pela UPM - Universidade Presbiteriana Mackenzie/SP.